carne de cavaloNum dos maiores escândalos da cadeia alimentar da Europa, neste sábado a carne de cavalo contaminou também a empresa Taco Bell, conhecida cadeia americana de fast-food. Uma distribuidora de alimentos congelados e a empresa supridora de carnes do Parlamento britânico também descobriram “grosseira contaminação” em vários produtos, segundo a agência de alimentos do Reino Unido.

A Taco Bell tem quase 5 mil pontos ao redor do mundo e chegou no mercado britânico em 2010. A empresa anunciou ter imediatamente suspendido a venda da carne suspeita, depois que os testes apontaram a contaminação no Reino Unido e na Espanha. “Nós nos desculpamos e estamos levando esse assunto muito a sério, porque a qualidade dos alimentos é nosso mais alta prioridade”, disse o porta-voz da cadeia. Como é uma empresa de alimentos muito popular nos Estados Unidos, ela apressou-se em desmentir que a contaminação tivesse chegado àquele país.

Mas o escândalo parece não ter fim. Já se sabe que a carne de uma das empresas que abastecem 800 escolas e 100 casas de caridade no Reino Unido também mostra DNA de cavalo. A Welsh Bros Foods Ltd, uma das empresas distribuidoras de carnes para alimentação escolar e em casas de caridade que abrigam idosos, no Reino Unido, apresentou produtos contaminados. Várias lojas com marcas fortes, como a sueca Ikea, anunciaram a retirada de produtos das prateleiras e dos restaurantes, assim que a suspeita também ameaça contaminar a boa reputação dessas marcas.

A extensão do escândalo, com repercussões em quase todos os países europeus, mas principalmente na Espanha, Reino Unido, Polônia, Irlanda, Bélgica e França, já impacta a imagem da indústria supridora de alimentos, dos supermercados e, por tabela, dos restaurantes na região. A Rússia também denunciou, na semana passada, que descobriu indícios de carne de cavalo em carne importada da Áustria. No início de fevereiro, autoridades da Irlanda solicitaram ajuda da polícia para investigar os fornecedores, pelos fortes indícios de fraude. A Associação britânica de exportadores de carnes calcula ter perdido apenas em janeiro R$ 1,2 bilhão em contratos.

Depois que as autoridades de segurança alimentar do Reino Unido descobriram, no fim do ano passado, DNA de cavalo em carnes utilizadas na Irlanda, as denúncias não cessaram. Cerca de 10 milhões de hambúrguers foram retirados do mercado até meados de fevereiro. Várias empresas fabricantes de embutidos e fornecedoras de carne para a cadeia alimentar da Europa foram suspensas por apresentarem carne contaminada com DNA de cavalo. No início de fevereiro, autoridades da Irlanda solicitaram ajuda da polícia para investigar frigoríficos e fornecedores, pelos fortes indícios de fraude. A associação britânica de alimentação calcula ter perdido até o início de fevereiro R$ 1,2 bilhão em contratos de exportação de carnes.

Outras informações sobre o tema

Horse contamination spreads to Taco Bell and Parliament. - The Times

Carne de cavalo enviada a escolas e casas de caridade - The Times

Horsemeat Scandal: Taco Bell withdraws UK beef products - The Guardian

O escândalo da carne de cavalo: timeline

What Crisis Management steps should EU meat producers take as scandals grows?

A crise e o respeito ao consumidor

Todas as empresas citadas ou envolvidas no escândalo da carne de cavalo estão trabalhando para evitar que a denúncia arranhe a reputação. Construir uma marca forte, com excelente reputação leva anos. Um episódio como esse, principalmente para supermercados e distribuidoras, envolvendo a saúde pública e um problema grave de ética, bate em cheio no que o escritor Charles Fombrun (autor do livro Reputation) chamou de “capital reputacional”. 

Por isso, algumas cadeias de supermercados e lojas de departamentos no Reino Unido enviaram cartas pessoais aos clientes cadastrados, explicando as providências tomadas para salvaguardar o interesse dos consumidores e, assim, evitar mais desgaste para a marca. A maior cadeia de supermercados enviou comunicado pessoal, por email, aos milhões de clientes de toda a sua rede, no Reino Unido. Com a iniciativa, utiliza um mecanismo ágil de comunicação e tenta mostrar que respeita os consumidores e está preocupada com a possibilidade de o escândalo desgastar a imagem.

Comunicado enviado aos clientes da cadeia de supermercados Waitrose

Waitrose carta bom

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comunicado enviado aos clientes da cadeia de lojas Marks & Spencer

Markers and Spencer

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais

 redetwiter redeface redeflick  redelinkedin

bannerbotton livro