HSBC na suicaA crise envolvendo o banco britânico HSBC, que estourou na semana passada, agora também arranha a mídia. Um jornalista do Daily Telegraph pediu demissão e acusou o jornal britânico conservador de ter censurado informações sobre o banco HSBC, com o objetivo de manter o importante anunciante. Em um artigo publicado nessa terça-feira (17) no site Opendemocracy.net, Peter Oborne explica seu gesto relatando vários episódios de censura de informações sobre o gigante bancário.

O jornalista Peter Oborne saiu do Daily Telegraph atirando. Acusou o jornal de colocar os interesses do banco acima dos do leitor, segundo reportagem do jornal britânico The Guardian, um dos que fazia parte do pool de 47 jornais que denunciaram a fraude no HSBC. As informações publicadas hoje pela mídia internacional constrangem ainda mais o banco britânico, acusado de uma fraude monumental no seu braço suíço. O banco está sob intenso escrutínio das autoridades e ontem executivos foram ouvidos no Fórum de Genebra, Suíça.

Os dados, analisados por 154 repórteres de 47 países, correspondem ao período que vai de 2005 a 2007. Bilhões teriam transitado por estas contas de Genebra, dissimuladas, entre outras, por estruturas offshore no Panamá e nas Ilhas Virgens britânicas. Apenas entre 9 de novembro de 2006 e 31 de março de 2007, 180,6 bilhões de dólares teriam transitado por estas contas em Genebra.

A filial suíça do banco britânico HSBC afirmou que" mudou após as falhas constatadas em 2007", segundo comunicado enviado à imprensa na segunda-feira, dia 9 de fevereiro. O HSBC Suíça "realizou uma transformação radical em 2008 para impedir que seus serviços sejam utilizados com o objetivo de fraudar o fisco ou lavar dinheiro sujo", afirma no comunicado o diretor geral da filial, Franco Morra.

hsbc fraude no telegraphSegundo publicado hoje no site Uol, “Sobre a cobertura do mais recente caso envolvendo a filial suíça do HSBC, batizado de "Swissleaks", um vasto escândalo de fraude fiscal e lavagem de capitais, Peter Oborne considera ser necessário "um microscópio" para encontrar as informações no Telegraph.

O jornalista acusa seu empregador de "deliberadamente suprimir histórias sobre o gigante bancário, incluindo as revelações da última semana de que a subsidiária na Suíça ajudou clientes ricos a sonegar impostos e omitir milhões de dólares em ativos. Tudo isso o jornal teria feito, segundo ele, para manter a conta de publicidade do banco. 

Segundo as informações que circularam na semana passada, mais de 100 mil clientes teriam se valido da flexibilidade do banco britânico para desviar recursos e sonegar impostos. 6 mil seriam brasileiros. 

"É imprescindível no jornalismo britânico de qualidade que as equipes responsáveis pela publicidade e a redação sejam estritamente separadas. Há evidências que no Telegraph esta separação não existe", denunciou Peter Oborne.”

O jornalista era o principal comentarista político do jornal e mantém um programa de TV no Channel 4. É autor de livros sobre política, entre eles The Triumph of the Political Class. Em 2013, foi eleito o Colunista do Ano, no Reino Unido.

Foto principal: Harold Cunningham/Getty Images

Outros artigos e reportagens sobre o mesmo tema

Jornal britânico Daily Telegraph é acusado de censurar informações sobre HSBC

HSBC abrigou dinheiro obscuro ligado a ditadores e traficantes de armas

HSBC files: bank chief Stuart Gulliver holds secret Swiss account

'Sincerest apologies': HSBC CEO begins damage control after tax evasion leak

CEO do HSBC admite que colocou £5 milhões na Suíça para evitar invasão de privacidade dos colegas

CEO do HSBC diz que o banco está envergonhado e humilhado pela sonegação de taxas com desvios na Suíça

Imprensa revela a face oculta do sigilo bancário do HSBC na Suíça

SwissLeaks: investigação contra o HSBC na Suíça

Telegraph's Peter Oborne resigns, saying HSBC coverage a 'fraud on readers'  - The Guardian

Peter Oborne may be a maverick but his Telegraph revelations are dynamite – Roy Greenslade

Why I have risigned from the Telegraph

 

 

Redes Sociais

 redetwiter redeface redeflick  redelinkedin

bannerbotton livro