Siga-nos no Twitter

Online Users

We have 6 guests and 3 members online

fornicomenta2

Documentário escrutina crise da Boeing iniciada há seis anos

Boeing Cockpit do 737 NG modelo 2009 que caiu na TurquiaHá cinco anos, 346 pessoas morreram em dois acidentes envolvendo aviões Boeing 737 Max, num período de quase cinco meses: primeiro na costa da Indonésia, em voo da empresa Lion Air, com destino a Nairobi, Quênia, em outubro de 2018; e depois, na Etiópia, com avião da Ethiopian Airlines, em março de 2019.

Boeing's Fatal Flaw* (Falha fatal da Boeing), uma investigação FRONTLINE** de 2021, com o jornal The New York Times, examinou como as pressões comerciais, o design defeituoso e falhas na supervisão contribuíram para essas tragédias devastadoras e uma crise catastrófica num dos nomes industriais mais icônicos do mundo.” O documentário, produzido pela Frontline-PBS, (PBS Public Broadcasting Service, a tv pública americana), faz uma imersão na crise da poderosa fabricante de aviões americana que nos últimos seis anos tem enfrentado acidentes, pressão popular e ações na Justiça, numa turbulência sem precedentes. Pressionada pelas concorrentes, por empresas aéreas e órgãos reguladores, no auge da crise, após os dois acidentes com o Boeing 737 Max, a Boeing viu várias empresas aéreas, em todo o mundo, recolherem esse modelo de avião, até a realização de uma exaustiva investigação exigida pelas autoridades aeroportuárias dos Estados Unidos. De repente, um produto novo, disputado pelo mercado, se transforma numa ameaça e um passivo para a companhia.

Leia mais...

O titular participa, como instrutor e palestrante, de treinamentos de Media Training com diversas empresas de comunicação, há mais de 15 anos, sendo especializado nos conteúdos que abordam o relacionamento das fontes com a mídia, o papel e a importância das assessorias para um bom relacionamento com a imprensa e no tema Gestão de Crises e Comunicação.

O titular poderá organizar cursos de Media Training individuais ou para grupos de executivos de até 12 pessoas, com módulos teóricos sobre o relacionamento com a imprensa e treinamentos práticos de mídia impressa (internet), televisão e rádio.

Os cursos de Media Training têm a duração de oito horas, durante um dia inteiro, sob o regime de imersão e poderão ser prestados in company, em local escolhido pela empresa.

Nos últimos cinco anos, o titular participou de mais de 100 cursos de Media Training pelo Brasil, aos mais diferentes órgãos públicos dos poderes Executivo e Judiciário e a empresas privadas, tendo treinado mais de 1.000 porta-vozes, das mais diferentes áreas do conhecimento.

 

 

Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

palavramauro4

Redes Sociais

 redetwiter redeface redeflick  redelinkedin

Últimas Notícias

terra forni

banner livro rodape herodoto