The_wallA compra da Dow Jones pelo empresário  Robert Murdoch, dono da  News Corporation,consolida uma tendência que vem se acentuando nos últimos anos de concentração da mídia em grandes conglomerados. Ou seja, a opinião cada vez mais está na mão de poucas pessoas. Os especialistas já asseguram que,  a persistir a tendência de grandes aquisições, a opinião jornalística mundial estará na mão de cinco ou seis pessoas nos próximos anos. Não haverá diferença de opinião entre os grandes jornais das capitais e o pequeno jornal, TV ou rádio do interior, porque haverá um único proprietário.

A pergunta que todo mundo faz no caso da Dow Jones, que controla e edita o  The Wall Street Journal, o mais prestigiado jornal de economia do mundo, com circulação de 1,6 milhão de exemplares por dia, é até que ponto a linha editorial do jornal será independente, já que estará na mão de empresário que tem grandes interesses econômicos, muitas vezes antagônicos à linha editorial dos grandes jornais considerados independentes. No caso de Murdoch ele comanda, entre outros, o  New York Post, os jornais britânicos  The Sun e The Times, além do estúdio de cinema 20th Century Fox . O empresário prometeu não interferir na linha editorial do jornal econômico.  Mas não é o que aconteceu com outras publicações. Os jornalistas independentes temem que ele utilize seu poder de fogo para apoiar governos e políticos em benefício de seus negócios.

Diante do temor da família Bancroft, dona do Wall Street há quase um século, de que o empresário influenciasse em questões editoriais e desse um tom sensacionalista ao jornal, Murdoch aceitou assinar um acordo com a família para preservar alguns princípios editoriais do The Wall Street. Mas até isso os jornalistas do grupo duvidam.

A expectativa do mercado, agora, é como será o comportamento de Murdoch diante do novo desafio. Especula-se que ele deve-se concentrar nos leitores e anunciantes do NYT e do Financial Times. Apetite, dizem os analistas, é o que não lhe falta, o que justifica o império que construiu desde 1964, quando fundou o Australian em seu país de origem.

Redes Sociais

 redetwiter redeface redeflick  redelinkedin

bannerbotton livro