Street_view_googleA divulgação pelo programa Street View, do Google,  de detalhes com imagens do acesso e dos arredores da base do serviço secreto inglês, em Herenfordshire, desencadeou uma crise entre as autoridades inglesas e a empresa americana. Os usuários da internet podem fazer um giro pelas entradas da base com detalhes nunca antes divulgados.

A base está identificada na internet como “British SAS”. O programa oferece uma visão de 180 graus do perímetro das redondezas.  Membros do Parlamento inglês e autoridades militares  pediram ao Google a remoção das imagens, alegando que isso torna o serviço secreto alvo para ataques terroristas.

“Nós não queremos um ataque terrorista ser inspirado por estas imagens e seria espantoso que qualquer ajuda fosse dada aos nossos inimigos”.  Um porta-voz militar acrescentou:  “Os chefes militares estão preocupados com essa atitude do Google Street View. É altamente irresponsável para bases militares, especialmente forças especiais, ser fotografadas e expostas na internet”.

As imagens feitas nos últimos seis meses mostra uma ambulância militar e um carro de polícia nos portões da base, bem como três militares. Fotos separadas tiradas por satélite no Google Earth também mostram o layout dos edifícios e detalhes de carros andando nos arredores.

O Google defendeu a colocação das imagens e disse que a empresa não tem planos de tirá-las da internet. A porta-voz Laura Scott declarou: “Uma em cinco pessoas usam o Google Street para encontrar endereços e o esquema foi lançado em 20 países sem qualquer caso de falha de segurança. O Google somente divulga imagens de vias públicas e o que está no ar não é diferente do que qualquer pessoa por sua iniciativa poderia ver passando pelas ruas. Portanto, não há apreciável risco de segurança”.

Redes Sociais

 redetwiter redeface redeflick  redelinkedin

bannerbotton livro