Iphone_-_imagemMais da metade da população do mundo possui uma linha de celular pago e quase um quarto utiliza a internet, principalmente no chamado mundo desenvolvido, segundo reportagem publicada no jornal britânico The Guardian . No fim de 2008, a estimativa era de 4,1 bilhão de assinaturas de aparelhos celulares, contra 1 bilhão em 2002. Os dados constam em relatório divulgado em 2 de março pela International Telecommunnications Union-ITU, uma agência da ONU.  A expectativa é que somente em 2010 essa marca fosse atingida. O celular desponta também como uma das tecnologias surgidas nos últimos anos de mais rápida difusão.

O número significa seis em dez pessoas do mundo utilizando celular, média que sobe para dois terços nos países desenvolvidos, comparados com menos da metade de assinaturas em 2002. No mesmo período, linhas fixas de telefones cresceram, modestamente, de 1 bilhão para 1,27 bilhão, indicando que muitas pessoas nos países desenvolvidos estão sobrepassando a velha tecnologia e indo direto para o celular. “Há uma clara tendência pela telefonia celular”, admite a ITU.

Segundo a reportagem do The Guardian, o número de usuários da internet dobrou no mundo, com 23% das pessoas usando a web no ano passado, em comparação com 11% em 2002. Entretanto, somente um em 20 africanos esteve on line em 2007, o último ano em que existe estatística disponível daquele Continente. A conexão rápida (banda larga) é usada por 5% das população mundial. No mundo desenvolvido essa proporção é de 20%. A ITU admite que existe ainda uma grande divisão digital entre países ricos e pobres no uso das modernas tecnologias de informação.

Brasil ainda está atrasado

A Suécia foi o pais mais avançado do mundo no uso da tecnologia da informação e das comunicações, segundo o relatório, seguida da República da Coréia e Dinamarca.  Entre os dez primeiros, pela ordem, ainda estão Holanda, Islândia, Noruega, Luxemburgo, Suíça, Finlândia e Reino Unido. Os Estados Unidos, que lideram o acesso à internet, figuram em 17º lugar no ranking da ICT. O Brasil ocupa a posição 60, tendo caído nos últimos anos neste ranking, abaixo de países sulamericanos, como Argentina, Chile e Uruguay. A China está em 73º lugar no ranking, enquanto a Índia vem em 118º.  O ranking completo consta da publicação Measuring the Information Society, divulgado pela ITU no início do ano.

O relatório da ITU admite que, apesar dos significantes investimentos dos últimos anos, ainda permanece um enorme gap em ICT (tecnologia da informação e das comunicações) entre os vários países do mundo desenvolvido e das regiões mais pobres. Apenas para se ter uma idéia, no ranking dos 154 países pesquisados, entre os 25 últimos colocados, apenas quatro países não são africanos.

Redes Sociais

 redetwiter redeface redeflick  redelinkedin

bannerbotton livro