folha1Duas boas notícias para a mídia brasileira. A circulação dos 92 jornais filiados ao Instituto Verificador de Circulação (IVC) cresceu 11,8% em 2007, em relação ao ano anterior, segundo dados do IVC. Em dezembro, foram 4,143 milhões de exemplares distribuídos em média diariamente. Em 2006, no mesmo mês, eram 3,762 milhões.  Na outra ponta, a mídia é a instituição mais confiável para a elite brasileira (64%), à frente das empresas (61%), ONGs (51%), instituições religiosas (48%) e governo (22%).

O crescimento dos jornais reverte tendência de queda observada desde o início do século. Esse crescimento só levou em conta os jornais auditados, deixando de computar todas as publicações gratuitas. O IVC audita apenas os jornais pagos. No mercado nacional não há dados disponíveis sobre os públicações que não são auditadas pelo IVC.

Os bons números de circulação contemplaram grandes jornais, como O Globo (5,2%), O Estado de S. Paulo (4,2%) e especializados, como Lance (12,3%). Quatro grandes tiveram quedas: Folha de S. Paulo (-2,19%), Correio do Povo (-2,25%), O Dia (-8,71%) e O Estado de Minas (-1,44%). O maior crescimento foi registrado no jornal Super Notícia (76,46%), jornal popular de Minas Gerais que circula com mais de 300 mil exemplares diários.

Confiança na mídia

Os brasileiros colocam os veículos impressos no topo do ranking de confiança. A pesquisa anual de confiança feita pela Edelman entrevistou brasileiros, em outubro de 2007, na faixa dos 25% de maior renda familiar do país. Para 87%, a primeira fonte de informação é impressa, depois a TV (82%), internet (52%) e rádio (32%). A preferência tanto é pelo jornal impresso como pelo on line.

A pesquisa mediu também o grau de confiança nas instituições, com destaque para a mídia, que foi apontada por 64% dos entrevistados. A confiança na mídia melhorou quando comparada com pesquisa semelhante de 2004, quando 58% apontavam esse segmento, sendo o terceiro do ranking. Com o governo foi o contrário: em 2004, 54% confiavam, enquanto agora o índice caiu para 22%.

Redes Sociais

 redetwiter redeface redeflick  redelinkedin

bannerbotton livro